Author Archives: Fernando Boaglio

technology radar 22 review

Category : Arquitetura

Muitas empresas fazem pesquisa de mercado ou sua experiência particular das melhores práticas e ferramentas, mas poucas empresas tornam isso público.

Uma delas é a ThoughtWorks, que periodicamente lança o seu Technology Radar.

Você precisa ler um desses do mesmo jeito que lê um jornal: considere as opiniões levantadas em suas próximas decisões, mas não trate como verdade absoluta.

Vou resumir apenas os pontos que considerei interessantes, o documento é bem mais rico do que minhas observações.

feature toggle simples

Colocar flags no sistema é mais fácil que fazer merge de branch, mesmo com as ferramentas do Git. O problema é que existem frameworks para criar feature toggle que aumentam a complexidade demais, então é melhor evitar.

não misturar logs

Com o crescimento de microsserviços, os intermediários entre o banco de dados e o usuário final aumentaram, e consequentemente a quantidade de logs, tanto de informações de infraestrutura como de negócios. Importante salientar que sempre devemos separar o que são informações técnicas das de negócios, e colocar em gráficos amigáveis.

tendências “as code”

Quem trabalha com código e precisa configurar alguma coisa sempre sente falta de colocar alguma lógica na configuração, ou versionar para controlar as alterações.
Por esse motivo está crescendo muito a transformação das configurações em código, com destaque a pipelines e depois nas políticas de segurança.
Um exemplo que segue essa tendência é a Open Policy Agent (OPA), que controla as políticas de segurança de sistemas na nuvem.

alternativas

Entre as interessantes alternativas listadas, destaco o Anka que disponibiliza máquinas virtuais para iOS e macOS, a Hydra que hospeda soluções baseadas em OAuth2 e o mycert , que gera certificados de segurança válidos para sua máquina local.

Uso excessivo de Node.js

O Node e suas bibliotecas vem sempre crescendo e seu uso excessivo vem do erro em acreditar que ele é bala de prata.
Não é. Nenhuma linguagem é.
Como ele foi construido baseado em thread única, ele nunca será boa opção para operações de alto processamento.

Fernando Boaglio, para a comunidade


Arquivos